quarta-feira, 1 de agosto de 2012

A sua casa... o melhor lugar do mundo!

Estar em plena sintonia com a sua própria casa é uma virtude!!!  

O que você acha de tornar a sua casa o melhor lugar do mundo????



Achei essa matéria na Revista Casa e Jardim e amei as dicas!!! 

Vamos conferir???






Pense nos seus hábitos, em seus hobbies e em tudo o que causa bem-estar em você antes de decorar sua casa.Dê espaço ao que realmente tem valor em sua vida. Esqueça as soluções prontas importadas: antes de adotar uma cozinha americana, perceba se ela segue o seu estilo de vida. 


 Resgate as memórias de família – sem transformar sua casa em um museu, claro. A casa precisa contar sua história com objetos de viagem, fotos e livros. Exponha as boas crônicas da sua vida. 

Se você mora em um espaço pequeno, invista em um ambiente com menos móveis. Muita informação visual sobrecarrega o cérebro humano e não o deixa descansar. A sensação de amplitude é necessária ao relaxamento, segundo pesquisas. 

 Natureza é essencial ao bem-estar. Plantas, fontes, pedras emadeira nos remetem a origens. Inconscientemente, sentimos estabilidade. A explicação é antropológica: a floresta representa um lugar confiável à espécie humana. 





 Aromas, sons, texturas e simplicidade são bem-vindos, pois se tornam atraentes aos nossos sentidos. Além disso, estimulam a permanência e fazem os visitantes se sentirem bem. Casa sem esses elementos corre o risco de ser um lugar estático, sem vida. 

 Não siga a moda das vitrines de loja. Quanto mais consciente você estiver de quem é, mais o seu espaço terá personalidade. A casa serve para nos lembrarmos de quem somos, diz o filósofo Alain de Botton, em seu livro A arquitetura da felicidade. 

 Renove sua moradia sempre, para mantê-la viva e adequada a sua rotina. Pesquisas das Universidades de Bergen (na Noruega) e de Gutemburgo (na Suécia) apontam que a capacidade de fazer mudanças estruturais em um imóvel é essencial para se sentir realmente dono da casa. Isso ajuda a criar um elo emocional como espaço. 

 Sua casa precisa ser (bem) diferente do local de trabalho, senão, possibilita pouco descanso. Lâmpadas precisam seguir tanto um design diferente quanto ter faixas de luz amareladas, que relaxam a mente. Até mesmoo home office deve ter essa autenticidade. 





Deixe a luz natural entrar. Se onde você mora é impossível seguir essa dica, pelo menos tenha lâmpadas que sigam (ou simulem) a luminosidade do dia. A luz interfere diretamente no bom humor dos habitantes. 

Reaproveite o que puder na decoração. Exercite a criatividade e repagine a casa gastando pouco. Garimpe em brechós e perca tempo renovando e descobrindo novos 

Fontes: psicóloga Angelita Scárdua Viana, arquiteta Kelly Guariento Marques, arquiteta Maria Elvira Rofete, designer de interiores Maristela Gorayeb e livro A arquitetura da felicidade, de Alain de Botton (Ed. Rocco)


Me conta o que vc achou?????





Um comentário:

  1. Oi Lillian,
    Achei muito bacana/ interessante!
    Nosso cantinho precisa ter personalidade, plantas e boa iluminação... É a nossa personalidade reflerindo na decor, né?
    Beijo, tenha uma ótima quinta-feira
    Sorteio: http://tinyurl.com/cc5dynf
     Just Carol

    ResponderExcluir

Me conta... O que achou =)